Um avião da Turkish Airlines que fazia a ligação entre Istambul e São Paulo declarou emergência a bordo, tendo sido desviado para o aeroporto de Casablanca, em Marrocos, onde aterrou, confirmou uma porta-voz da companhia à Reuters, avançando que se trata de uma ameaça de bomba.

Assim que o avião aterrou os passageiros foram de imediato retirados e teve início a operação de buscas por explosivos. No entanto, segundo à agência, a ameaça foi falsa e nenhum engenho explosivo foi encontrado na aeronave.

O aeroporto de Casablanca, que tinha sido encerrado para a aterragem do voo TK15, foi entretanto reaberto e está a funcionar com normalidade enquanto decorrem as buscas no Boeing 777. O avião retomará viagem até São Paulo assim que reabastecer e for recarregado.

Segundo um jornalista da Bloomberg, Erdem Arda Günes, uma nota com a palavra «bomba» foi encontrada na casa de banho. A informação foi depois confirmada pela porta-voz da companhia.
O alerta foi dado pelo site AirLive.net quando o avião, um Boeing 777, com 256 pessoas a bordo, começou a voar a apenas 17.700 pés de altitude (cerca de 5400 metros) quando a altitude prevista seria 32 mil pés (cerca de 9700 metros).  

O voo TK15 da companhia deveria aterrar em São Paulo, no aeroporto de Guarulhos, às 16h10 locais, após uma viagem de quase 12 horas.

Segunda ameaça de bomba em dois dias

Este domingo de madrugada, o voo TK52 da Turkish Airlines de Istambul para Tóquio teve que regressar ao aeroporto internacional de Ataturk depois da mensagem «C4 Cargo» - numa referência ao explosivo C4 - ter sido encontrada na casa de banho do avião.

O avião acabou por fazer uma aterragem de emergência cerca de três horas depois de ter descolado.

Os passageiros foram levados para uma área isolada no terminal e revistados. A polícia inspecionou o avião e as bagagens dos passageiros foram levadas para o terminal, onde foram passadas pelos scanners, não tendo sido encontradas substâncias explosivas a bordo.

O voo foi retomado no domingo à tarde.

Companhia começa a voar para o Porto

O último tweet da companhia turca refere apenas que a Turkish Airlines vai começar a voar para o Porto a partir de 30 de abril.