Uma noiva ficou parapégica no dia do casamento, depois de ter caído de cabeça quando os convidados do noivo cumpriam a tradição de a atirar ao ar. Aconteceu na madrugada de domingo, em Sucre, na Bolívia.

A mulher, de 32 anos, cuja identidade não foi divulgada, foi de imediato assistida no serviço de urgências do hospital de Santa Bárbara e, de acordo com a diretora hospitalar, Gilka Guerrero, o quadro clínico da vítima é “delicado” e “complicado”.

O diagnóstico é politrauma, trauma da espinal medula, luxação da cervical C6 sobre a cervical C7, com compromisso da medula e paraplegia”, descreveu, segundo a agência de notícias boliviana (ABI).

Conhecida como “manteada”, a tradição consiste em carregar a noiva em ombros para depois atirá-la ao ar várias vezes. Os convidados do noivo não conseguiram segurar a mulher, que caiu de cabeça. Eram 02:30 da manhã. hora local.

A vítima afetou o pescoço, não tem reação, manifesta sensibilidade nos pés, mas não tem mobilidade. Está, neste momento, a ser consultada pelos serviços de traumatologia e neurocirurgia e há a possibilidade de ser operada”, adiantou, ainda, Gilka Guerrero.