Pelo menos 38 pessoas morreram na sequência de um ataque atribuído ao grupo islamita Boko Haram no nordeste da Nigéria, seguido de um bombardeamento militar contra os habitantes em fuga, que terão sido confundidos com os rebeldes, disseram testemunhas.

O ataque ocorreu em Dille, no distrito de Askira Uba, a cerca de 200 quilómetros da capital regional de Maiduguri, na noite de domingo para segunda-feira, e provocou um incêndio que destruiu a toda a aldeia, incluindo três igrejas.

Vários homens armados a bordo de veículos todo-o-terreno ou em motorizadas tomaram de assalto a aldeia, a partir da floresta vizinha de Sambisa, onde tinham instalado um acampamento.

«Perdemos 38 pessoas nos ataques do Boko Haram e nos bombardeamentos do exército contra os habitantes em fuga», afirmou a testemunha Michael Umaru Jar.

Os ataques do Boko Haram já causaram pelo menos 2.500 mortos desde o início do ano.