Mais de 2,5 milhões de pessoas sofrem de insegurança alimentar no Níger devido a uma quebra nas colheitas de cereais, na sequência do mau tempo e pragas nas culturas agrícolas, disse o ministro da Agricultura.

«Um estudo realizado desde dezembro do ano passado indicou que 15,7% da população, ou 2.588.128 habitantes, estão em situação de insegurança alimentar, incluindo 410.297 em insegurança alimentar grave», afirmou, no sábado, Maidagi Allambeye perante os deputados.

A situação foi agravada pela presença de cerca de 200 mil refugiados que fugiram dos ataques de grupos radicais como o Boko Haram.