Dez pessoas, incluindo quatro bombistas suicidas, morreram no domingo em atentados levados a cabo pelo grupo Boko Haram na cidade de Diffa, no sudeste do Níger, avança a AFP.

“Há um total de dez mortos: um militar, cinco civis e quatro ‘kamikazes’”, indicou à AFP uma fonte ligada ao apoio humanitário, em Diffa, acrescentando que alguns feridos foram também admitidos no hospital.

“Em Diffa, duas explosões provocaram a morte de cinco civis e um militar”, anunciou também a televisão pública Télé-Sahel, sem avançar pormenores sobre o ataque ou mostrar qualquer imagem.

Previamente, um alto responsável municipal tinha falado de pelo menos quatro vítimas, um militar e três civis, acrescentando que “os quatro elementos do Boko Haram” estavam mortos.

Segundo explicou o mesmo responsável, “quatro combatentes do Boko Haram” chegaram à cidade “a pé” e “levaram cintos de explosivos”.

Uma primeira “explosão” ocorreu quando um dos ‘kamikazes’ “se matou juntamente com um militar, ao fazer detonar o material”, descreveu.

Após uma perseguição das forças de segurança, dois dos atacantes foram “abatidos” e “um terceiro fez-se explodir perto de uma loja”, matando “o proprietário e dois outros civis”, contou.

De acordo com a fonte ligada à ajuda humanitária, “os atacantes armados com cintos de explosivos tinham alvos militares, mas não conseguiram aproximar-se de nenhum”.