Vinte e três pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas num duplo ataque suicida na capital do Chade, na segunda-feira, que teve como alvo a polícia e que o Governo atribuiu ao Boko Haram.

Estes foram os primeiros ataques deste tipo na capital do país centro-africano, que tem estado na linha da frente da luta regional contra o grupo islâmico nigeriano.

Inicialmente, segundo a imprensa do Chade, o número de vítimas mortais fora contabilizado em 30, mas agora as autoridades referem 23 mortos e mais de uma centena de feridos.