Nos últimos seis meses, pelo menos, nove pessoas foram atacadas com uma seringa em Birmingham, no Reino Unido. Aparentemente, os incidentes não estão relacionados com tentativas de roubo. Na semana passada, as autoridades divulgaram uma imagem do suspeito e, agora, procuram também uma testemunha que pode ter informações vitais para o processo, escreve a «Sky News».

A imagem da testemunha, revelada hoje, mostra um homem na companhia do principal suspeito, minutos antes de um dos ataques.

Os ataques aconteceram quase todos no centro da cidade de Birmingham e, inicialmente, a polícia já tinha ligado o mesmo suspeito a três ataques ocorridos a 23 de junho, 6 de outubro e 3 de novembro. Após a divulgação da imagem do suspeito, as autoridades receberam mais seis queixas. Todas as agressões aconteceram nos últimos seis meses.

A mulher atacada no dia 3 de novembro, apenas sentiu uma dor forte na coxa e, mais tarde, confirmou que tinha sido espetada com uma seringa.

Julie Woods, da polícia de West Midlands, disse à «Sky News» que estamos perante «um tipo de ofensa invulgar e os motivos de tal agressão são desconhecidos. No entanto, este tido de incidentes, provoca muita ansiedade e stress na população em geral».