Segundo reporta hoje a agência noticiosa France Presse, Thanakorn Siripaiboon, 27 anos, foi acusado pela polícia de ter cometido um "crime de lesa-majestade" por ter satirizado no Facebook o cão do rei Bhumibol Adulyadej, 88 anos, disse a advogada Pawinee Chumsri.

 

"A 06 de dezembro, havia um «post» no seu Facebook (de Siripaiboon) com três fotos e com uma mensagem que satirizava o cão do rei", sublinhou Chumsri.