O veterano da II Guerra Mundial Bernard Jordan morreu, esta terça-feira, aos 90 anos. Jordan tornou-se carismático quando fugiu de um lar, no passado mês de junho, para assistir ao septuagésimo aniversário das comemorações do desembarque aliado, na região da Normandia. 

O ex-combatente admitiu à cadeia de televisão britânica ITV que foi «impertinente» e «secreto» na altura em que fugiu. Contou ainda que, quando começou a ver as imagens do memorial na televisão, achou que era o momento certo.

O lar era em Furze Hill, Inglaterra, e ele foi para França de autocarro, sozinho e sem ajuda de ninguém. Horas mais tarde, o lar recebeu um telefonema de um ex-combatente que reconheceu o colega e afirmou que estavam «bem e seguros num hotel em Ouistreham», França. 



O ex-combatente abandonou a casa onde estava com as medalhas de guerra ao pescoço. 

A Batalha da Normandia, cujo nome de código era Operação Overlord, foi a invasão das forças aliadas (Estados Unidos da América, Reino Unido e França) contra a ocupação da Alemanha Nazi, na Segunda Guerra Mundial, em 1944.