O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, pediu aos franceses para manterem uma apertada segurança junto dos locais judaicos, depois de uma série de incidentes que incluíram a morte de reféns numa loja ‘kosher’ em Paris.

«O primeiro-ministro Netanyahu pediu ao presidente da França para manter o reforço da segurança das instituições judaicas, mesmo depois de as coisas voltarem ao normal», disseram fontes governamentais à AFP, depois de uma conversa telefónica entre ochefe do Governo de Israel e François Hollande.

«Os nossos corações estão com as famílias das vítimas. Israel oferece-vos qualquer ajuda que a França precise», acrescentaram as fontes, atribuindo estas afirmações a Netanyahu, durante a sua conversa com Hollande.