Uma advogada militante dos Direitos Humanos, Salwa Bouguiguis, foi morta a tiro por desconhecidos, hoje à noite, na sua residência em Benghazi, no leste da Líbia, disse fonte hospitalar.

«Homens desconhecidos, encapuzados e envergando uniformes militares, atacaram Bouguiguis na sua casa e disparam sobre ela», disse um responsável da segurança à AFP, sob anonimato.

«Bouguiguis chegou em estado crítico ao Centro Médico de Benghazi, onde acabou por sucumbir aos ferimentos», disse à AFP o porta-voz hospitalar.