A Bélgica reduziu o nível de alerta de segurança, mas o país coração da União Europeia continua com medo do terror.
A descoberta de um pó branco, esta quinta-feira, numa mesquita de Bruxelas, fez tocar as campainhas de alarme.

Uma brigada especializada em venenos foi enviada para o local, após o envelope suspeito ter sido aberto.

Segundo fonte dos bombeiros citada pela AP, onze pessoas foram descontaminadas por precaução, mas, a análise ao pó, alcançada ao fim de seis horas, constatou que não se tratava de pó radioativo.

Por altura do meio-dia, decorria um raide a sul de Bruxelas, a caminho da fronteira com a França, mas as autoridades não adiantaram pormenores.

Já Berlim confirmou, de acordo com a AP, a detenção de dois suspeitos de ligações a grupos radicais islâmicos. As detenções surgiram depois da polícia alemã ter vasculhado uma mesquita onde, alegadamente, os militantes islamitas estavam a preparar um atentado.

De acordo com o The Independent, os suspeitos pretendiam colocar uma bomba no local, mas as autoridades ainda não conseguiram encontrar nenhuns explosivos na mesquita. A polícia continua a investigar o edifício com cães pisteiros.

As autoridades apreenderam o carro onde os dois suspeitos, um de 28 anos e outro de 46, circulavam e evacuaram todas as casas a menos de 300 metros do local, por precaução.