Quatro pessoas foram detidas na madrugada desta quarta-feira, no âmbito de uma operação antiterrorista em Bruxelas, na Bélgica, onde foram também apreendidas diversas armas.

De acordo com as autoridades, citadas pelas Reuters, as buscas decorreram em duas garagens e em quatro habitações, onde foram encontradas Kalashnikovs, coletes à prova de bala e algumas munições.

Os detidos serão ouvidos hoje em tribunal, para o juiz decretar as eventuais medidas de coação.

Ao que tudo indica, têm ligações ao grupo de motards “Kamikaze Riders”, suspeitos de radicalização, com membros já condenados por participação em atividades terroristas.

O Ministério Público belga afirmou que este caso é totalmente distinto das investigações que ainda decorrem sobre o ataque de Paris, a 13 de novembro de 2015, onde morreram 130 pessoas, e do ataque de 22 de março de 2016, em Bruxelas, onde foram mortas 32 pessoas.