A polícia belga foi forçada a usa canhões de água e gás pimenta para dispersar um protesto convocado pela Confederação Europeia dos Sindicatos (European Trade Union Confederation), esta sexta-feira em Bruxelas.

A manifestação juntou milhares de pessoas em Bruxelas para contestar as políticas de austeridade aplicadas nos 28 países da União Europeia e exigir melhores condições para os trabalhadores europeus, diz a Associated Press.

A maioria dos participantes manifestou-se pacificamente, à parte de um grupo que começou a atacar a polícia com laranjas e paralelos da calçada, o que levou à intervenção com canhões de água e gás pimenta.

Os manifestantes paralisaram o trânsito na cidade, e os protestos obrigaram a embaixada dos Estados Unidos a fechar por segurança.

Jornalistas da AP confirmaram vários feridos, incluindo um polícia e um homem que foi atingido por um paralelo na cabeça, quando o tentava arremessar contra as forças de segurança.

Os sindicatos contavam com uma adesão de 40 mil pessoas, mas a polícia afirma que a manifestação se ficou pelos 25 mil participantes.