A polícia sul-africana deteve uma mulher de 50 anos, suspeita de encomendar o assassínio dos dois filhos para beneficiar dos seus seguros de vida.

A mulher de Port Shepstone, sul de Durban, recrutou um familiar para cometer os crimes, que recusou o pedido, avisando a polícia, escreve a AFP nesta quarta-feira.

«O alegado motivo para matar os filhos era beneficiar dos seguros de vida», disse a polícia, em comunicado.

A mulher, que tentou convencer o familiar com mais «três trabalhos», caso fosse bem sucedido, foi acusada de tentativa de homicídio e será ouvida em tribunal nesta quinta-feira.