Primeiro o silêncio e, depois, o choro da mãe. Heather Clark ouve o coração do filho, morto há três anos, no corpo de uma menina de quatro.

Lukas Scot Clark morreu em 2013 e salvou Jordan Drake, agora com quatro anos. Jordan que corre pela sala, pára finalmente para que a mãe de Lukas a ausculte. Ao desviar o vestido amarelo, consegue ver-se a cicatriz no peito da menina, a marca da operação que lhe permite hoje estar viva.

O momento em que a mãe do bebé, que morreu alegadamente vítima de abusos por parte do namorado da ama, conhece a menina que nasceu com uma insuficiência cardíaca foi filmado pela Fox.

O Facebook permitiu este encontro. As duas mães que choram juntas consideram-se hoje “amigas” e família”.

Jordan Drake, muito ativa e entusiasmada com aquele dia especial vivido no hospital pediátrico de Phoenix, nos Estados Unidos, ofereceu um urso de peluche com uma gravação do som do (agora) seu coração à mãe de Lukas.

Os pais de Lukas autorizaram a doação dos órgãos do filho. Lukas salvou mais duas crianças para além de Jordan.

Some Lukas on your news feed to end your night!! 󾬓N 󾬓󾆯󾬓✨ #TeamLukas #JusticeforLukas

Publicado por Justice For Lukas Scot Clark em  Quarta-feira, 22 de Julho de 2015