Lucie Wilding, de três anos, saia do portão de casa, atrás da mãe, quando foi atropelada por um ciclista. Foi arrastada vários metros e ficou ferida. O ciclista fugiu do local. Os pais levaram-na de imediato para o hospital.

Lauren Howarth, mãe da menina, contou ao jornal britânico Daily Mail, que antes de fugir, o ciclista ainda os ofendeu. A menina ficou ferida na cara, nas mãos e nas pernas. É a própria mãe que reconhece que esta teve sorte. O incidente aconteceu em Blackpool, Lancashire, na Inglaterra, e foi registado pela câmara de vigilância que a família tem colocada na parte da frente da casa.

“Num minuto estava atrás de mim e no outro estava uns metros à frente no passeio”, conta a mãe ao jornal. “Primeiro pensei que estava morta. Ela tinha sangue por todo o lado. Depois, começou a gritar”, recorda.


O pai terá assistido à cena, porque saiu de casa no mesmo momento. Correu de imediato para apanhar a menina do chão e levá-la para o hospital. Lauren Howarth, acrescentou que o ciclista devia ver depressa por que ela tinha saído, segundos antes pelo mesmo portão, e não o viu aproximar. (As imagens podem impressionar os leitores mais sensíveis)


O ciclista, com cerca de 20 anos de idade, que também caiu ao chão com o embate, acabou por se apresentar, mais tarde, às autoridades. Vai ser interrogado pela polícia. A mãe de Lucie Wilding, lamenta que este nem sequer tenha tentado saber se a menina estava bem ou não.

Desde aquele dia, a menina mostra-se nervosa na presença de bicicletas e recusa passar do portão sem ser ao colo. O pai acabou por ser obrigado a esconder a sua própria bicicleta.

Além de Lucie, Lauren Howarth tem outra filha mais velha, com seis anos, e um bebé, com apenas dois meses. Em Inglaterra é proibido andar de bicicleta nos passeios e a família espera que este caso ajude as pessoas a perceber o perigo destas situações.