Uma escola em Basileia, na Suíça, vai premiar funcionários não fumadores com mais uma semana de férias por ano. Medida surge por serem um bom exemplo para os alunos.

As pessoas não fumadoras do corpo docente e de funcionários do Instituto Schillingsrain Schulheim, perto de Basileia, na Suíça, vão ter direito a mais cinco dias de descanso por ano, refere o jornal Independent.

A proposta é vista como um modelo de incentivo positivo para os restantes colegas mas também para os alunos. A direção do instituto, que leciona para crianças e jovens, afirmou que aposta na adoção de estilos e hábitos de vida saudáveis e deseja que a medida encoraje os fumadores a largar o tabaco.

Um funcionário da escola confirmou que a medida está a ser analisada mas que ainda não entrou em vigor.

Uma especialista britânica disse que a medida proposta pela escola de Basileia é “um bom incentivo para os funcionários deixarem de fumar”.

A escola também irá beneficiar porque os funcionários que deixarem de fumar têm menos probabilidade de adoecer”, disse considerando que “os fumadores são estatisticamente muito mais propícios a contrair problemas de saúde como tosse ou outros problemas pulmonares”.

Esta notícia surge na mesma altura em que França também considera adotar medidas para combater o tabagismo, nomeadamente nas grávidas. França tem o índice mais elevado de grávidas fumadoras da Europa, e para inverter os números o Governo poderá pagar para as grávidas deixarem de fumar.