Basil é um cão cego da raça Corgi que foi encontrado há seis meses por uma equipa do centro de acolhimento de animais «Western Yorkshire Dog Rescue», em Leeds, Inglaterra.

Na altura, o pequeno de quatro patas não conseguia andar mais de quatro metros sem colidir com algum objeto. Mas agora, graças a um dispositivo norte-americano, Basil ganhou uma nova vida e também a esperança de que uma família o possa adotar e levar para casa.

Chamado de «Muffin¿s Halo», o objeto em causa é um anel tubular em metal, como uma auréola, com uma almofada em forma de asas. O anel é para ser usado à volta da cabeça e, assim, permitir que Basil se movimente sem se magoar.

Desenhada para ser mais longa e mais larga do que o cão, quando a auréola protetora toca um objeto coloca pressão nos ombros do animal e ensina-o a mudar de direção.

Basil foi acolhido pela família de Helena Webster, uma polícia de 25 anos, enquanto não surgem interessados em adotar definitivamente o animal. A agente afirma que o animal está muito mais confiante desde que começou a usar o objeto.

«Agora que ele usa a auréola, está muito mais confiante e já pode brincar no exterior como os outros cães», afirmou.

Agora que ganhou uma nova vida, Basil só espera por um novo lar.