O chefe do movimento xiita libanês Hezbollah prometeu esta segunda-feira continuar a lutar na Síria ao lado das forças do Presidente Bashar al-Assad até que o grupo do Estado Islâmico e os jihadistas da Al-Qaeda sejam derrotados.

"Nós viemos para a Síria para ajudar o país a não cair nas mãos do Estado Islâmico e da frente Al-Nusra”, disse Hassan Nasrallah ao canal Al-Mayadeen, acrescentando: “enquanto tivermos a responsabilidade de estar lá, estaremos lá”.

A entrevista de Nasrallah, feita em direto, realizou-se uma semana após o anúncio da Rússia, aliada de Bashar al-Assad, de retirar a maior parte de seu contingente militar da Síria.