Um homem armado disparou numa pastelaria em Moscovo, na manhã desta quarta-feira, causando a morte de uma pessoa, facto já confirmado pela polícia. Há também registo de duas pessoas feridas.

A agência noticiosa russa oficial RIA adiantou que o indivíduo se tinha barricado, tendo com ele reféns, com base numa fonte policial, uma informação que a polícia russa veio entretanto negar, segundo informa a televisão Russia Today.

Ainda assim, a reportagem da televisão Russia Today assegura que estão mais pessoas dentro da fábrica, provavelmente barricadas.

A fábrica “Menshevik”, localizada no sudeste da capital russa, está cercada pela polícia, que tenta negociar com o atirador.

A estação de rádio russa Business FM conseguiu ouvir telefonicamnete o atirador, que foi identificado como sendo Ivan Averyanov, o antigo dono da fábrica, segundo o qual, terá agido assim, após quatro anos a tentar recuperar o controlo da pastelaria.

De acordo com a rádio, o atirador continua cercado pela polícia, barricado e ameaça "lutar até ao fim".

A agência noticiosa Interfax adiantou entretanto que a vítima mortal na fábrica localizada na rua Ilovaiskaya, no sudeste de Moscovo, será um segurança que ali trabalhava.