Dois barcos com turistas a bordo, na maioria chineses, naufragaram esta quinta-feira em Phuket, na Tailândia, estando pelo menos 49 pessoas desaparecidas.

As embarcações começaram a sentir dificuldades devido à força das ondas, obrigando a uma operação de resgate que se estendeu durante a noite.

De um dos barcos, 48 pessoas foram resgatadas, mas ainda se procuram outros 49 turistas, que estarão nas águas do Mar Andaman.

O corpo de um homem, usando um colete salvavidas com o logo do barco Phoneix, foi retirado das águas já sem vida.

Do segundo barco, todos os 39 passageiros, onde estariam europeus, foram resgatados, estando a ser acompanhados pelas autoridades.

Ventos fortes e agitação marítima ao largo da ilha de Phuket terão estado na origem do naufrágio, de acordo com a equipa de resgate, citada pela AFP.

"Todos os meios estão a trabalhar para encontrar as pessoas desaparecidas", adiantou o governador de Phuket, Norraphat Plodthong, em conferência de imprensa.

Imagens partilhadas nas redes sociais mostram os trabalhos de resgate e as dificuldades das equipas de socorro.

A Tailândia enfrenta nesta altura as habituais chuvas de monção, caracterizadas pela força e ventos agressivos, que começam em junho e se estendem até outubro.