O porta-voz do Governo espanhol apelou, nesta terça-feira, ao presidente regional da Catalunha, Carles Puigdemont, para que não "comece nada que seja irreversível", a poucas horas de uma sessão no parlamento catalão na qual deverá declarar unilateralmente a independência da região.

Quero pedir ao senhor Puigdemont que não comece nada que seja irreversível, que não peça emprestado nenhum caminho sem retorno, que não faça nenhuma declaração unilateral de independência e que regresse à legalidade", afirmou Íñigo Mendez de Vigo, em declarações aos jornalistas.

Carles Puigdemont tem previsto hoje comparecer no parlamento catalão, numa sessão que servirá, oficialmente, para analisar os resultados e efeitos do referendo catalão, mas que deverá resultar na declaração formal e unilateral de independência.