Três raparigas de 16, 17 e 20 anos foram detidas e acusadas no oeste de França por sequestro com atos de tortura e barbárie sobre uma amiga, de 17 anos, anunciou na segunda-feira o Ministério Público de La Roche-sur-Yon.

A mesma fonte, citada pelo site da Francetv, adianta que os factos tiveram lugar na sexta-feira à noite num bairro residencial de Château d'Olonne, em casa da rapariga mais velha. A jovem convidou as amigas, aproveitando a ausência da mãe numa viagem de trabalho.

A discussão, estimulada pelo álcool, foi sobre os namorados umas das outras, com a vítima a ser acusada de dar muita atenção aos namorados das colegas. As três jovens agressoras, que também tinham convidado rapazes para o serão, pediram-lhes para irem às compras e torturaram depois a vítima durante uma hora. A jovem de 17 anos foi despida, amarrada e espancada. Uma garrafa partida foi também usada para lhe fazer cortes no rosto, nas costas e nos braços. As agressoras cortaram-lhe ainda o cabelo, tiraram fotos e gravaram em vídeo as agressões.

O suplício só acabou quando os rapazes regressaram das compras. Um deles, conhecido da polícia, pôs fim à tortura da jovem. A jovem vítima, que recentemente havia sido declarada fugitiva, conseguiu fugir e voltar a casa da mãe, que alertou a polícia. Sofreu lacerações de 50 cm nas costas e foi submetida a testes adicionais no hospital.

A jovem anfitriã de 20 anos foi presa naquela noite em casa. As outras duas foram detidas no dia seguinte. As jovens, todas fora da escola, incluindo a vítima, não percebem a gravidade das ações que cometeram, nem as conseguem explicar, referem as autoridades, citadas pela AFP.