O presidente dos Estados Unidos transmitiu esta quarta-feira ao primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, a sua viva preocupação com a autorização dada à construção de mais 2.610 habitações na parte ocupada e anexada de Jerusalém-Leste.

«Os EUA estão muito preocupados», declarou Josh Earnest, porta-voz da presidência norte-americana, adiantando que Barack Obama tinha levantado a questão durante a sua reunião com Netanyahu na Casa Branca.

Earnest alertou que «se [os israelitas] avançarem com as construções nessa zona, isso vai enviar uma mensagem muito perturbadora».