O Presidente norte-americano anunciou, segunda-feira, o fim do regime de isolamento para jovens reclusos nas prisões federais, recordando o caso do adolescente que se suicidou após ter passado dois anos na solitária pelo roubo de uma mochila.

Barack Obama, que tenta reformar o sistema penitenciário norte-americano antes do final da sua presidência, quer reduzir o número de pessoas nas prisões, cortar o recurso ao regime de isolamento e acabar com as penas mínimas obrigatórias.

Num artigo de opinião no jornal The Washington Post, o Presidente defendeu que o recurso ao isolamento para reclusos jovens é usado com demasiada frequência e pode ter terríveis efeitos psicológicos.