Um homem com antecedentes criminais e problemas mentais foi detido no hospital de Cheyenne, no Wyoming, por ter ameaçado bombardear a Casa Branca e matar o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, noticiou o diário «Casper Star-Tribune».

Segundo o jornal, o detido, David Dwayne Perry, encontrava-se hospitalizado na ala de saúde mental do hospital no passado dia 24 de janeiro quando utilizou um dos telefones do centro para ligar para o número de emergências 911.

Ao contactar com o operador, Perry explicou a sua intenção de bombardear a Casa Branca e assassinar o Presidente.