Um agente da polícia tailandesa foi hoje morto e quatro outros ficaram feridos em confrontos entre as autoridades e os manifestantes antigovernamentais. Há ainda registo de dezenas de feridos e mais de cem detidos.

Prawut Thavornsiri, tenente general da polícia tailandesa, explicou à agência AFP que o polícia foi atingido mortalmente e que outros quatro companheiros ficaram feridos durante os confrontos, um dos quais em estado grave e derivado de estilhaços de uma explosão.

Polícia lançou operação para recuperar controlo de edifícios públicos

A polícia tailandesa lançou uma operação especial e está a efetuar dezenas de detenções de manifestantes antigovernamentais que ocuparam diversos edifícios públicos na capital do reino. A operação denominada «missão paz para Banguecoque», conta com a participação de 15 mil agentes.

A operação policial visa recuperar o controlo de vários edifícios públicos, alguns dos quais sede de Ministérios, que foram ocupados pelos manifestantes antigovernamentais ao longo das últimas semanas durante as ações de protesto contra o Executivo de Yingluck Shinawatra, a primeira-ministra que o Partido Democrata quer que abandone a liderança do país.

Na ação policial de hoje, pelo menos uma centena de pessoas já foi detida.

Já hoje, o comité anti-corrupção tailandês decidiu formalizar uma queixa contra a primeira-ministra Yingluck Shinawatra relacionada com irregularidades no negócio estatal de compra de arroz. A chefe do executivo foi intimada a comparecer perante o comité no próximo dia 27.