O Bangladesh e Myanmar assinaram esta quinta-feira em Naypyidaw um acordo para o repatriamento de mais de 622 mil membros da minoria ‘rohingya’ que fugiram da violência em Myanmar para aquele país.

De acordo com a imprensa local, o acordo foi assinado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros do Bangladesh, Mahmu Ali, e da Assessoria do Estado da Birmânia, Kyaw Tint Swe.

Nenhum dos governos divulgou pormenores do acordo nem quando vai começar o repatriamento dos refugiados, cujo número ultrapassa os 622 mil.

Myanmar afirma-se disposto a recebê-los já, mas cada refugiado vai ter de ser identificado e a sua naturalidade determinada.

O atual êxodo dos ‘rohingya’ começou no final de agosto, quando foi lançada uma operação militar do exército birmanês contra o movimento rebelde Exército de Salvação do Estado Rohingya devido a ataques da rebelião a postos militares e policiais.