O Fundo Amazónia, administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) brasileiro, aprovou hoje a atribuição de 15,7 milhões de reais (cinco milhões de euros) para um projeto de combate ao desmatamento em terras indígenas na região.

O projeto de gestão territorial e ambiental sustentável nos Estados do Pará e do Amapá é realizado pelo Instituto de Conservação Ambiental - The Nature Conservancy (TNC) e prevê beneficiar a 8,8 mil indígenas.

As terras indígenas no Brasil são áreas protegidas, delimitadas em razão do reconhecimento da ocupação tradicional de um ou mais povos.