Pelo menos 91 mortos e mais de 300 feridos é o trágico balanço de uma série de atentados à bomba, sábado, no Iraque.

Dezassete carros armadilhados explodiram em várias cidades do país, com destaque para a capital Bagdade, principal alvo dos ataques, com 50 mortos.

As viaturas rebentaram em locais estratégicos para causar o maior dano possível, sobretudo mercados, cafés e restaurantes cheios de pessoas que celebravam o fim do ramadão.

O mês do jejum sagrado dos muçulmanos foi precisamente um dos mais violentos dos últimos cinco anos. Mais de 800 pessoas morreram em atentados por todo o Iraque.

Segundo as Nações Unidas, só em julho morreram mais de mil iraquianos.