Atualizado às 12:19

No Iraque, hoje, já morreram 49 pessoas após vários atentados nas cidades de Bagdad e Hilla, avança a Reuters.

Em Bagdad, pelo menos, 24 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em várias explosões. Duas mesquitas Xiitas e um terminal de autocarros foram o alvo das deflagrações.

Para já os atentados não foram reivindicados, mas tudo indica que este seja mais um episódio da violência sectária que assola o Iraque.

Um mini autocarro armadilhado com explosivos destruiu grande parte do terminal de autocarros no principal bairro xiita da cidade. A explosão fez 11 mortos e mais de 30 feridos.

Mais tarde, outras duas deflagrações mataram mais 13 pessoas junto a duas mesquitas. Aqui, vários estabelecimentos comerciais ficaram completamente destruídos. Os bombeiros foram chamados para apagar os incêndios que entretanto deflagraram depois das explosões.

Já em Hilla, três carros bomba, espalhados pela cidade vitimaram, pelo menos, nove pessoas e deixaram mais de 30 feridas.

Outras cidades próximas também foram alvo de diversas explosões.

Até ao momento, as autoridades já contabilizaram 49 mortos desta onda de atentados, mas é de esperar que número de vítimas ainda aumente.

Janeiro foi o mês mais mortífero dos últimos seis anos. O Iraque realiza eleições legislativas já em abril.