Uma transportadora aérea australiana foi obrigada a emitir um pedido de desculpas público e já anunciou uma investigação a uma situação de humilhação a um cliente. Um homem que aguardava a bagagem na sala própria para o efeito, após um voo entre Perth e Bresbane, não queria acreditar quando viu a sua mala surgir com a frase «I am gay» («Sou gay») escrita a letras garrafais.



O homem fez questão de divulgar o caso no Twitter e no seu blog pessoale a situação tomou proporções tais que a companhia aérea Jetstar viu-se obrigada a pedir desculpas e a abrir uma investigação, avança o «The Atlantic Wire».

Na publicação que fez no blog, o homem, apenas identificado como Aaron no Twitter, explicou que a situação o fez perceber como é difícil ser gay nos dias que correm . «Sou homem, heteressexual e branco. Este trio de privilégios faz com que não esteja constantemente submetido ao preconceito. Mas, por momentos, circulei num local público na pele de um gay. (...) Senti-me degradado, envergonhado e humilhado», escreveu Aaron.

«Para mim, foram apenas alguns minutos de um dia na minha vida. Se o que eu senti nesses minutos for extrapolado para todos os dias de uma vida inteira, posso entender porque é que os meus amigos gays se sentem perseguidos e porque existe uma tão elevada taxa de suicídios entre os homossexuais», acrescentou.