A força aérea dos EUA deslocou dois bombardeiros furtivos B-2, com capacidade nuclear, para uma base no Reino Unido, para exercícios com aliados da NATO, anunciou o Pentágono na segunda-feira.

A deslocação dos bombardeiros, que o Pentágono adiantou estar prevista e ir durar pouco tempo, ocorre em contexto de tensão com a Federação Russa, devido à situação na Ucrânia.

O porta-voz do Pentágono, coronel Steve Warren, considerou que este movimento «é outra demonstração do compromisso forte dos EUA para com a NATO».