Dois aviões «Jumbo» estiveram «prestes a colidir» em Junho, no espaço aéreo escocês. O incidente aconteceu quando os pilotos dos aparelhos, que no total transportavam cerca de mil passageiros, não seguiram adequadamente as instruções dos controladores aéreos, anunciaram na segunda-feira as autoridades britânicas.

De acordo com um documento elaborado pela UK Airprox Board, organização encarregada de registar este tipo de incidentes ocorridos no espaço aéreo britânico, o episódio ocorreu no dia 23 de junho.

O documento, citado pelo jornal britânico «The Independent», refere que estiveram envolvidos dois Boeing 747 que sobrevoavam o Mar do Norte. Em determinado momento do voo, ambos os aparelhos ficaram separados por uma distância de apenas 3,9 milhas náuticas e 100 pés (30,5 metros), um acima do outro.

Um dos Jumbo recebeu ordem para subir a uma altura de nível «oceânico», mas essa manobra resultou numa «potencial colisão», com outro avião 747 que se encontrava «em trajetória de convergência».

A UK Airprox Board, que não detalha para onde se dirigiam os aviões, concluiu que os pilotos «não seguiram» as instruções dos controladores e que a possibilidade de choque se evitou «só porque disparou o sistema de Alerta de Tráfego e prevenção de colisões».

Na informação, que também não identifica a causa pela qual poderia ter ocorrido um grave acidente, considerou-se «surpreendente que os quatro pilotos tenham ouvido ou interpretado mal as instruções para evitar choques».