O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros israelita, Avigdor Lieberman, foi absolvido esta quarta-feira das acusações de fraude a abuso de confiança.

Afastado do poder desde dezembro de 2012, acusado de ter oferecido o lugar de embaixador de Israel na Letónia em troca de informação policial confidencial numa investigação que corria contra si, Lieberman sempre alegou a inocência, mas colocou o lugar à disposição.

Passado quase um ano e numa audiência que durou apenas alguns minutos, de acordo com a rádio pública de Israel que o «Globo» cita.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu já veio dar os «parabéns» a Lieberman pela absolvição e garantir que ele vai ser reintegrado no executivo.