O Presidente Russo Vladimir Putin anunciou esta sexta-feira que a Rússia suspendeu os voos das companhias aéreas russas para o Egito, avança a agência Reuters, citando a Interfax
 
O presidente russo ordenou ainda ao governo para organize a repatriação dos russos que ainda se encontram no Egito, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov

Esta decisão vai ao encontro das recomendações do chefe dos serviços secretos russos, Alexander Bortnikov, que afirmou que a Rússia deveria suspender todos os voos com destino ao Egito até que seja conhecida com toda a certeza a causa da destruição do A321. 
"Até sabermos a verdadeira razão sobre o que aconteceu, considero adequado suspender os voos russos para o Egito.", disse o chefe do Serviço de Segurança Federal (FSB). 

Um Airbus A321 da companhia Metrojet, com destino à cidade russa de São Petersburgo, caiu no sábado passado sobre a zona do Sinai logo após ter descolado a partir do aeroporto de  Sharm El Sheikh, com 224 pessoas a bordo. Não há sobreviventes.