Um líder dos separatistas pró-russos entregou esta segunda-feira, em Donetsk, as duas caixas negras do avião abatido na Ucrânia.

As caixas negras foram entregues às autoridades da Malásia na cidade bastião dos rebeldes junto da fronteira com a Rússia.

«Aqui estão elas, as caixas negras», disse Aleksander Borodai, numa sala cheia de jornalistas.

O representante das autoridades malaias, citado pela Reuters, garantiu que as caixas negras estão «em boas condições».





Os rebeldes também anunciaram um cessar-fogo num raio de dez quilómetros do local onde caíram os destroços do aparelho, para permitir o acesso dos investigadores internacionais em segurança.

Os corpos das vítimas do avião abatido na Ucrânia estão a ser transportados num comboio refrigerado para Karkhiv, cidade controlada pelas milícias pró-russas, e é daqui que serão transportados para a Holanda.

Também esta segunda-feira, o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou uma resolução para investigar a queda do avião da Malásia de forma independente e para garantir o acesso livre ao local onde se despenhou o Boeing 777.