A Austrália propôs ao Conselho de Segurança das Nações Unidas a adoção de uma resolução exigindo que os pró-russos deem acesso livre e seguro ao local da queda do avião malaio na quinta-feira em território ucraniano.

O texto dos diplomatas australianos, a que a AFP teve acesso, exige também «aos países protagonistas na região», incluindo a Rússia, que colaborem plenamente na realização de uma «investigação internacional completa, minuciosa e independente».

No documento, os representantes da Austrália nas Nações Unidas «condenam nos termos mais fortes possíveis o tiro que abateu» o avião e reclamam que os responsáveis prestem contas.