A presidente da Sociedade Internacional da Sida, Francoise Barre-Sinoussi, disse hoje em Melbourne, na Austrália, que seriam apenas seis os colegas que morreram no acidente com o avião da Malaysia Airlines.

«O número que confirmamos através dos nossos contactos é de seis pessoas. Pode até ser um pouco mais alto, mas não é de 100 peritos como foi anunciado», disse.

A notícia, revelada pela agência AFP, surge depois de vários outros peritos na Malásia terem lamentado o desaparecimento dos colegas no acidente do avião da Malaysia Airlines que fazia a ligação entre Amesterdão e Kuala Lumpur na quinta-feira.