Um avião de passageiros da AeroMéxico caiu esta noite na cidade de Durango com 103 pessoas a bordo. Não se registaram mortes.

O Governador local, José Rosas Aispuro, já confirmou via Twitter que não há vítimas mortais. 

O porta-voz da Proteção Civil do Estado, Alejandro Cardozo, validou a informação e afirmou que há 85 feridos, resultantes quer do choque quer do incêndio que se seguiu à queda, sendo que a maior parte deles já foi transportado para hospitais. 12 dos feridos estão em estado crítico.

O porta-voz salientou também que foram várias as pessoas que conseguiram sair do avião pelo próprio pé, algumas chegaram mesmo a ir para a estrada mais perto pedir ajuda.

Entre as 103 pessoas que iam a bordo, 99 eram passageiros e quatro eram tripulantes. Entre os passageiros estavam dois bebés e nove crianças. 

A informação inicial era de que havia 97 passageiros e quatro tripulantes, mas estes números foram entretanto atualizados.

O avião saiu de Durango e tinha como destino a Cidade do México, mas cinco minutos depois de ter levantado voo acabou por cair. 

Após a queda, o avião incendiou-se, mas o fogo foi rapidamente controlado.

As causas da queda estão agora a ser apuradas, mas um responsável do aeroporto de Durango indicou as más condições atmosféricas como o motivo para o acidente.