2013 foi o ano mais seguro desde 1945 no que diz respeito à aviação. Ainda assim, foram contabilizadas 269 mortes em 29 desastres aéreos.

O acidente de 29 de novembro das linhas aéreas de Moçambique foi o terceiro mais mortífero: 33 pessoas perderam a vida.

Pior do que este só mesmo o que ocorreu uma semana antes na Rússia e que tirou a vida a 50 pessoas: e também o acidente de 16 de outubro, da Lao Airlines, em que morreram 49 passageiros.

O site airlineratings.com também fez o ranking mundial das companhias aéreas mais e menos seguras para voar.

A australiana Qantas acaba de ser considerada a mais segura de 2013: não registou qualquer fatalidade. No top 10 das melhores companhias cabe ainda a Emirates e a Virgin Atlantic.

A pior é a Kam Air, do Afeganistão.