Uma adolescente de 16 anos sobreviveu a um acidente de ultraleve, depois de o aparelho ter caído nas montanhas de floresta densa no estado de Washington, nos EUA. Não só sobreviveu como caminhou durante dois dias até ser avistada por alguém que a ajudasse, como acabou por acontecer.

O ultraleve transportava a jovem, de nome Autumn Veatch, e os seus dois avós, que ainda estão desaparecidos. 

A família alertou as autoridades, quando o avião luz Beech A-35 não conseguiu completar o seu voo a partir de Kalispell, Montana, até Lynden, no sábado à tarde.

As equipas de resgate circunscreveram as buscas a partir do sinal dos telemóveis e dos padrões de voo.  Mas nem sinal da aeronave ou dos seus ocupantes.

Só já perto da entrada leste do North Cascades National Park é que um motorista localizou a rapariga, que foi assistida antes de ir para o hospital. Tinha ferimentos ligeiros e estava um pouco desidratada, segundo aquela unidade de saúde, que é citada pelo "The Guardian". 

A adolescente recusou falar sobre o que terá acontecido aos seus avós, mostrando estar "obviamente traumatizada".

As equipas de buscas ainda estão a tentar encontrar os destroços e as vítimas, agora com a ajuda da descrição feita pela jovem do local do acidente: o avião terá pegado fogo quando atravessava as nuvens e acabou por cair. Ela permaneceu ali durante um dia antes de tomar a decisão de descer a montanha e tentar encontrar estrada. 

O pai da rapariga já manifestou orgulho no instinto de sobrevivência da filha.