A Polícia Marítima vai prolongar até outubro a participação na missão Poseidon, que decorre na Grécia e que tem como objetivo controlar e vigiar as fronteiras marítimas, anunciou a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

A equipa da Polícia Marítima, que está em missão na ilha grega de Lesbos desde 01 de maio de 2017, prolongará a presença até 31 de outubro.

Segundo a AMN, na terça-feira inicia funções uma equipa da Polícia Marítima, com oito elementos e por um período de dois meses, rendendo uma outra equipa que esteve em funções desde março.

A Polícia Marítima integra a operação Poseidon, sob a égide da agência europeia FRONTEX, e desde o dia 01 de maio de 2017 detetou e retirou das águas do Mar Egeu mais de 1.100 migrantes, "que tentam entrar na Europa numa travessia entre a costa da Turquia e da Grécia".