Um rapaz de 14 anos foi condenado, esta terça-feira, a dois anos de prisão por suspeitas de estar a planear um ataque terrorista na Áustria e viajar para a Síria para se juntar ao Estado Islâmico.
 
O jovem de nacionalidade turca declarou-se culpado em tribunal e vai ter de cumprir oito meses numa prisão juvenil, ficando os restantes 16 em pena suspensa.
 
Segundo a agência Reuters, que cita uma porta-voz do tribunal de Sankt Poelten, o rapaz estabeleceu contacto com membros do grupo terrorista na Síria, e fez download de instruções sobre como construir uma bomba através da sua Playstation, que planeava detonar numa estação de Viena.
 
O suspeito tinha sido detido em outubro e deixado em liberdade condicional até janeiro, quando foi novamente detido.
 
Este não é o primeiro caso de um menor acusado de ligações ao terrorismo na Áustria. O tribunal de Viena está também a julgar uma rapariga de 16 anos que também planeava alistar-se numa organização terrorista.
 
De acordo com o ministério do Interior da Áustria, mais de 200 pessoas já abandonaram o país para lutar no Iraque e Síria, sendo que pelo menos 30 morreram enquanto outros 70 regressaram.