As autoridades australianas informaram que 37.720 passaportes foram dados como roubados ou extraviados durante o passado exercício financeiro, o qual termina no final de junho, na Austrália, noticia esta segunda-feira a imprensa local.

Esta informação foi divulgada na Austrália após a descoberta de que duas pessoas viajaram com passaportes falsos no avião da Malaysian Airlines, que desapareceu no passado sábado, numa altura em que não está excluída a possibilidade de atentado.

De acordo com os dados citados pela agência local AAP, 75% dos referidos documentos de viagem perderam-se em território australiano, enquanto os restantes em destinos turísticos como Paris, Madrid, Roma, Londres, Los Angeles ou Banguecoque.