O antigo primeiro-ministro australiano Gough Whitlam, que governou a Austrália entre 1972 e 1975, e foi destituído do cargo na sequência de uma crise constitucional pelo então governador geral John Kerr, morreu hoje aos 98 anos.

«O nosso pai, Gough Whitlam, morreu esta manhã aos 98 de idade», anunciou a família do político que se converteu numa lenda para muitos australianos pelas suas reformas sociais e pela promulgação das primeiras leis a favor dos aborígenes, de acordo com a agência Efe.

O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, ordenou hoje que as bandeiras sejam içadas a meia-haste pela morte de Whitlam, que descreveu como «um gigante do seu tempo».