Um navio contratado pelas autoridades australianas começou a elaborar um mapa do fundo marinho onde se acredita estarão os restos do avião da Malaysia Airlines desaparecido desde 08 de março com 239 pessoas a bordo, revelaram fontes oficiais.

O navio Fugro Equator irá cartografar o fundo marinho na zona de buscas definida no oceano Índico até agosto, altura em que será retomado o rastreio submarino, refere uma nota do Centro de Coordenação das operações de resgate do Boeing 777.

Na elaboração do mapa vai também participar o navio chinês Zhu Kezhen, que já sondou 4.088 quilómetros quadrados do fundo do oceano e que agora está parado no porto australiano de Freemantle para reparar um problema nos instrumentos de ressonância.