A aeronave voava de Kuala Lumpur para Pequim, no dia 8 de março de 2014, com 239 pessoas a bordo, quando desapareceu, não tendo sido ainda encontrados quaisquer vestígios, apesar das intensas buscas no mar.

«Quero reafirmar junto das famílias a nossa esperança e expectativa que as buscas sejam bem-sucedidas», disse Abbott no Parlamento, em Camberra.

«Não posso prometer que as buscas continuem com esta intensidade para sempre, mas vamos dar o nosso melhor para resolver este mistério e providenciar algumas respostas.»

A Austrália lidera as operações de buscas no Oceano Índico a cerca de 1.600 quilómetros da costa, com quatro embarcações equipadas com sonares sofisticados.