A mãe de sete das oito crianças alegadamente esfaqueadas até à morte na cidade de Cairns, no norte da Austrália, foi acusada hoje de homicídio, informou a polícia.

À mulher, de 37 anos, que continua sob custódia no hospital, foram imputadas oito acusações de homicídio depois da descoberta dos corpos de oito crianças numa casa na manhã de sexta-feira.

As equipas forenses ainda têm investigações em curso, mas os corpos das crianças, com idades compreendidas entre os 18 meses e os 14 anos, já foram removidos.

Em comunicado, a polícia do estado australiano de Queensland indicou que a acusação foi proferida depois de a mulher ter sido presente a um juiz no hospital.